quinta-feira, 5 de maio de 2016

D. Afonso III (1210 - 1279)



D. Afonso III nasceu em Coimbra a 5 de maio de 1210 e foi o quinto Rei de Portugal, contudo, não era para ter sido Rei de Portugal, no entanto, os conflitos de seu irmão (D. Sancho II) com Igreja fizeram com que Papa Inocêncio IV em 1246 despache a Bula Inter alia desiderabilia que depõe D. Sancho II.
No ano de 1248 para aceder ao trono, Afonso abdicou de Bolonha e repudiou Matilde para casar com Beatriz de Castela. Decidido a não cometer os mesmos erros do irmão, o novo rei prestou especial atenção à classe média de mercadores e pequenos proprietários, ouvindo suas queixas. Por este procedimento, Afonso III ficou conhecido também como o pai do "Estado Português", distribuindo alcaides pelos castelos e juízes pelas diferentes vilas e terras. O objectivo era a implantação de um poder legal com o qual todos os habitantes do Reino português mantivessem uma relação de igualdade.
Em 1249 o título de "Rei de Portugal e do Algarve", que não mais deixaria de ser utilizado pelos seus sucessores até ao fim da monarquia em Portugal.
Na cidade de Leiria em 1254 convocou a primeira reunião das Cortes, a assembleia geral do reino, com representantes de todos os espectros da sociedade. Afonso preparou legislação que restringia a possibilidade das classes altas cometerem abusos sobre a população menos favorecida e concedeu inúmeros privilégios à Igreja. Recordado como excelente administrador, Afonso III organizou a administração pública, fundou várias vilas e concedeu o privilégio de cidade através do édito de várias cartas de foral.
Em 1255, transferiu a capital do Reino de Portugal de Coimbra para Lisboa.
A 16 de fevereiro de 1276 falece em Alcobaça.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Outras mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...