sábado, 14 de maio de 2016

Fernando Lima (1928 - 2005)


Fausto Fernando Batista Lima nasceu em Lisboa a 14 de maio de 1928 e destacou-se como Bailarino. Iniciou-se nesta área por brincadeira nos salões de baile da Ericeira e mais tarde, em 1947, no estúdio de Margarida de Abreu. Foi com essa professora e pioneira do ensino da dança em Portugal que se estreou nos palcos do Teatro Nacional de São Carlos em "Quadros de uma Exposição".
No final da década de 40 já dançava papéis de destaque em obras de Margarida de Abreu como "Nova Chopiniana" e "Pássaro de Fogo". Estagiou depois em Paris, como bolseiro do Instituto da Alta Cultura. De regresso a Portugal, tornou-se no primeiro bailarino português a dançar papéis do reportório clássico tradicional dentro de um contexto profissionalizante.
Em 1956 fundou o Ballet-Concerto, a primeira companhia independente em Portugal, para a qual criou coreografias como "Prelúdio à Sesta de um Fauno", "Piquenique", "Delphiada" e "Galaaz". Apesar do sucesso obtido com os espetáculos a companhia terminou, para renascer dois anos mais tarde com o nome de Ballets de Lisboa, o primeiro agrupamento de bailado a ser subsidiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e que se estreou no Teatro Monumental. Com os problemas financeiros a subsistirem, em 1959 criou os Bailados Portugueses de Fernando Lima, um pequeno grupo virado para a vertente folclórica e com o qual se apresentou no Casino do Estoril e na Europa.
Em 1960 assumiu, ao lado de Margarida de Abreu, a direção da Companhia Portuguesa de Bailado Verde Gaio. Na década de 1970 continuou a coreografar, para a Companhia Nacional de Bailado ou para programas de televisão, dedicando-se ao ensino da dança clássica no Centro Cultural de Benfica.
Fernando Lima faleceu em Carnaxide a 17 de agosto de 2005 com 77 anos.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

D. Afonso III (1210 - 1279)



D. Afonso III nasceu em Coimbra a 5 de maio de 1210 e foi o quinto Rei de Portugal, contudo, não era para ter sido Rei de Portugal, no entanto, os conflitos de seu irmão (D. Sancho II) com Igreja fizeram com que Papa Inocêncio IV em 1246 despache a Bula Inter alia desiderabilia que depõe D. Sancho II.
No ano de 1248 para aceder ao trono, Afonso abdicou de Bolonha e repudiou Matilde para casar com Beatriz de Castela. Decidido a não cometer os mesmos erros do irmão, o novo rei prestou especial atenção à classe média de mercadores e pequenos proprietários, ouvindo suas queixas. Por este procedimento, Afonso III ficou conhecido também como o pai do "Estado Português", distribuindo alcaides pelos castelos e juízes pelas diferentes vilas e terras. O objectivo era a implantação de um poder legal com o qual todos os habitantes do Reino português mantivessem uma relação de igualdade.
Em 1249 o título de "Rei de Portugal e do Algarve", que não mais deixaria de ser utilizado pelos seus sucessores até ao fim da monarquia em Portugal.
Na cidade de Leiria em 1254 convocou a primeira reunião das Cortes, a assembleia geral do reino, com representantes de todos os espectros da sociedade. Afonso preparou legislação que restringia a possibilidade das classes altas cometerem abusos sobre a população menos favorecida e concedeu inúmeros privilégios à Igreja. Recordado como excelente administrador, Afonso III organizou a administração pública, fundou várias vilas e concedeu o privilégio de cidade através do édito de várias cartas de foral.
Em 1255, transferiu a capital do Reino de Portugal de Coimbra para Lisboa.
A 16 de fevereiro de 1276 falece em Alcobaça.

Outras mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...