terça-feira, 15 de novembro de 2016

Emília de Sousa Costa (1877 - 1959)


Emília de Sousa Costa nasceu em Lamego a 15 de novembro de 1877,  e destacou-se como escritora e ativista em prol do direitos das mulheres.
Escritora multifacetada, empenhou-se sobretudo na literatura para crianças e jovens (traduziu vários contos dos irmãos Grimm para português, para além da produção de obras originais), distinguindo-se, ainda, como defensora da emancipação social e cultural da mulher e pelo seu empenho no auxílio às crianças necessitadas. Considerada, pela tradição literária, um dos mais sólidos valores da literatura feminina em Portugal, da primeira metade do século XX, publicou mais de uma centena de obras literárias, algumas traduzidas em espanhol e italiano, e integrou uma geração de mulheres que se distinguiram pelo seu ativismo na conquista de direitos cívicos e políticos. 
Refira-se ainda que Emília de Sousa Costa contribuiu para a criação da Caixa de Auxílio a Raparigas Estudantes Pobres, julgando-se ainda que esteve ligada ao Conselho Central da Federação Nacional dos Amigos das Crianças e que teve atividade docente na Tutoria Central de Lisboa, que acolhia crianças abandonadas ou delinquentes.
Maria Emília Costa, faleceu a 7 de junho de 1959 no Porto.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Paul Signac (1863 - 1935)


Paul Victor Jules Signac nasceu em Paris em 11 de novembro de 1863 e destacou-se como pintor.
Paul Signac de espírito de libertário era simpatizante da filosofia anarquista, desenvolveu a técnica do Pontilhismo, tendo sido um dos principais impulsionadores do chamado Movimento do Divisionismo, também designado por Neo-Impressionismo ou Pontilhismo. Signac pertenceu também ao grupo de artistas designado por Grupo dos XX.
Como amante que era de barcos, possuiu ao longo da sua vida cerca de 30 barcos. Isso permitiu-lhe fazer diversas viagens que o inspiraram no uso de novos tons, porque a claridade das paisagens é diferente de região para região.
Em 1908 foi eleito presidente da Sociedade dos Artistas Independentes, tendo mantido esse cargo até 1935, ano em que faleceu.
Signac faleceu com septicemia em Paris a 15 de Agosto de 1935.

Outras mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...