segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Alfredo Marceneiro (1888 - 1982)


Alfredo Rodrigo Duarte, que ficou conhecido por Alfredo Marceneiro, dada a sua profissão, nasceu em Lisboa, no dia 29 de Fevereiro de 1888, embora o seu bilhete de identidade referisse o seu nascimento a 25 de Fevereiro de 1891.
Alfredo Marceneiro considerava-se um estilista e nesta criação de estilos acabou por ser autor de composições que são hoje consideradas Fados tradicionais. A sua primeira composição foi a "Marcha do Alfredo Marceneiro", mas seguiram-se muitas outras como: "Fado Laranjeira", "Lembro-me de ti", "Fado Bailado", "Fado Bailarico", "Fado Balada", "Fado Cabaré", "Fado Cravo", "Fado CUF", "Fado Louco", "Mocita dos Caracóis", "Fado Pagem", "Fado Pierrot", "Bêbado Pintor" e "Fado Aida". Com a ajuda de Armando Augusto Freire (Armandinho), que lhe passa para pauta as suas criações, o fadista regista as suas músicas na Sociedade de Escritores e Autores Teatrais Portugueses.
Em 23 de Junho de 1980, numa cerimónia realizada no Teatro São Luiz é-lhe entregue a "Medalha de Ouro de Mérito da Cidade de Lisboa", pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Eng.º Krus Abecassis.
Alfredo Marceneiro faleceu a 26 de junho de 1982, sendo que postumamente foi agraciado com a “Comenda da Ordem do Infante D. Henrique", atribuída a 10 de Junho de 1984 pelo Presidente da República General Ramalho Eanes e a Câmara Municipal de Lisboa dá o seu nome a uma rua do Bairro de Chelas.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Maria Veleda (1871 - 1955)


Maria Veleda, pseudónimo de Maria Carolina Frederico Crispim nasceu em Faro a 26 de fevereiro de 1871 e destacou-se como professora, jornalista, feminista, republicana, livre pensadora e espiritualista portuguesa.
Foi pioneira na luta pela educação das crianças e dos direitos das mulheres e na propaganda dos ideais republicanos, sendo uma das mais importantes dirigentes do primeiro movimento feminista português.
Maria Veleda faleceu em Lisboa a 8 de abril de 1955.
Por erro o envelope foi obliterado com uma flamula

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Thillaiyadi Valliammai (1898 - 1914)


Thillaiyadi Valliammai nasceu em Nagapattinam (Índia) a 22 de fevereiro de 1898 e destacou-se como ativista não-violenta contra a segregação racial e religiosa, tendo participado em várias manifestações com Mahatma Ghandi.
Os seus pais mudaram-se para Joanesburgo (África do Sul) ainda Thillaiyadi era bebé sendo que ela cresceu num ambiente bastante hostil onde a segregação racial imperava. Contudo, só na adolescência é que ela se começou a aperceber do quanto era errada a discriminação racial e religiosa.
Aquando das manifestações de outubro de 1913, contra a Lei do Matrimónio (que impunha que todos os casamentos que não se realizassem em igreja católica não eram reconhecidos como tal) que não haviam sido autorizadas pelo estado Thillaiyad foi presa e condenada a três meses de trabalhos forçados.
Na prisão adoeceu sendo que recebeu a oferta de ser libertada mais cedo desde que se arrepende-se do seu crime. Na sequência desses acontecimentos Mahatma Ghandi visitou e registou a sua conversa com ela
Quando a visitei ela já estava confinada à sua cama sendo que o seu corpo magro era uma coisa terrível de se ver.
- Não está arrependida após esta prisão?
- Arrependida? Não, mesmo agora estou disposta a ser presa novamente.
- E se isso resultar na tua morta?
- Não me importo. Quem não gostaria de poder morrer pela pátria que ama?
Thillaiyadi Valliammai morreu a 22 de fevereiro de 1914 em Pietermaritzburg (África do Sul) com 16 anos.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

José Mascarenhas Neto (1752 - 1824/26)


José Diogo de Mascarenhas Neto nasceu em Alcantarilha a 18 de fevereiro de 1752 e destacou-se como sendo o 1.º Superintendente Geral dos Correios e autor do regulamento Provisional dos Correios.
Faleceu em Lisboa em data incerta entre os anos de 1824 e 1826.

Mais informação em:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Diogo_de_Mascarenhas_Neto

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Galileu Galilei (1564 - 1642)



Galileu Galilei nasceu a 15 de fevereiro de 1564 em Pisa (Itália) e destacou-se como físico, matemático, astrónomo e filósofo.
Os estudos de Galileu foram fundamentais na revolução científica, sendo ele considerado o “pai da ciência moderna”. A principal contribuição de Galileu foi o método científico.
Devido às ideias defendidas em 22 de junho de 1633, foi condenado pela Santa Sé por crimes abomináveis. A pena seria cumprida nas masmorras do Santo Ofício, sendo que à posteriori ficou em prisão domiciliária em Arcetri.
Em 1638, quando já estava completamente cego, publicou Discorsi e Dimostrazioni Matematiche Intorno a Due Nuove Scienze em Leiden, na Holanda, a sua obra mais importante. Nela discute as leis do movimento e a estrutura da matéria.
Galileu faleceu em Arcetri a 8 de janeiro de 1642


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Abraham Lincoln (1809 - 1865)


Abraham Lincoln nasceu a 12 de fevereiro de 1809 em Hodgenville, Kentucky nos Estados Unidos da América e é considerado como um dos maiores heróis da América devido tanto à sua incrível impacto sobre a nação e seu único recurso. A sua é uma história notável da ascensão de origens humildes para alcançar o cargo Presidente dos Estados Unidos. Lincoln de uma forma muito humana teve um papel muito importante como salvador da União e emancipador dos escravos cria um legado que perdura. Sua eloquência na defesa da democracia e sua insistência em que a União valia a pena salvar encarnar os ideais de auto-governo que todas os estados se esforçam para conseguir.
Abraham Lincoln foi o 16.º presidente dos Estados Unidos, posto que ocupou de 4 de março de 1861 até seu assassinato em 15 de abril de 1865.


sábado, 6 de fevereiro de 2016

Padre António Vieira (1608 - 1697)


António Vieira nasceu em Lisboa a 6 de fevereiro de 1608, e ficou conhecido por  Padre António Vieira. 
O Padre António Vieira destacou-se como religioso, filósofo, orador (da Companhia de Jesus).
Devido ao seu trabalho tornou-se numa personagens mais influentes personagens do século XVII em termos de política e oratória, destacou-se como missionário em terras brasileiras. Nesta qualidade, defendeu incansavelmente os direitos dos povos indígenas combatendo a sua exploração e escravização e fazendo a sua evangelização. Era por eles chamado de "Paiaçu" (Grande Padre/Pai, em tupi).
António Vieira defendeu também os judeus, a abolição da distinção entre cristãos-novos (judeus convertidos, perseguidos à época pela Inquisição) e cristãos-velhos (os católicos tradicionais), e a abolição da escravatura. Criticou ainda severamente os sacerdotes da sua época e a própria Inquisição.
Na literatura, seus sermões possuem considerável importância no barroco brasileiro e português. António Vieira faleceu a 18 de julho de 1697 em Salvador no Brasil.

  Padre António Vieira: uma Vida, uma Obra


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Concetto Marchesi (1878 - 1957)


Concetto Marchesi nasceu a 1 de Fevereiro de 1878 na Catania e destacou-se como político e académico.
Em 1895 juntou-se ao Partido Socialista Italiano, frequentou a Faculdade de Letras da 'University, contudo, em fevereiro de 1896 ele foi preso de acordo com a acusação sofrida dois anos antes. 
Em 1946 ele foi eleito na Assembleia Constituinte e participou da redação da Constituição italiana.
Na sua longa carreira académica, ele traduziu e publicou numerosos trabalhos em latim; ele também traduziu as monografias dos maiores autores e Petronio (1940). Redigiu ensaios: The Book of Thersites (mil novecentos e vinte - 1951); História da literatura latina (1927); Digressão (1953) e O cão terracota (1954).
Refira ainda que foi reitor da Universidade de Pádua, sendo que do seu trabalho Pádua se afirmou como uma cidade universitária de referência.
Concetto Marchesi faleceu em Roma a 12 de fevereiro de 1957.

Outras mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...